Logo Farmaindex
Logo Farmaindex
Imagem do medicamento

Abrifit7 mg/ml xarope 100 ml + copo dosador

Princípio ativo: Hedera Helix l..

Fabricante: Geolab Indústria Farmacêutica s/a

Classe: Expectorantes

Tipo: Fitoterápico

Tipo de receita: Isento de Prescrição Médica

Registro MS: 1542302160011

Preço máximo ao consumidor: R$ 32,36 / SP

Para que serve: Abrifit - 7 mg/ml xarope 100 ml + copo dosador, possui efeito expectorante, sendo indicado para o tratamento de doenças inflamatórias agudas e crônic...

Bula do Abrifit

Cada mL do xarope contém:
extrato seco de Hedera helix L. (folhas): 7mg*
*equivalente a 0,75mg de hederacosídeo C. O extrato seco está padronizado em 10,71% de hederacosídeo C.
Excipientes: ácido cítrico, goma xantana, sorbato de potássio, sorbitol, glicerol, aroma artificial de cereja e água purificada.
Cada 1mL de Abrifit contém 550mg de sorbitol, à 70%.
Abrifit possui efeito expectorante, sendo indicado para o tratamento de doenças inflamatórias agudas e crônicas das vias respiratórias superiores, como resfriados e bronquites, associadas a hipersecreção de muco e tosse.
Abrifit contém em sua formulação extrato seco de folhas de Hedera helix L. sendo utilizado como meio de extração o etanol, ausente no produto final. Os componentes das matérias vegetais (folhas de Hedera helix L.) que conferem propriedades terapêuticas a Abrifit são, principalmente, o bisdesmosídeo saponina, do grupo de glicosídeos triterpenos, cujo principal representante em termos qualitativos é a hederasaponina C (hederacosídeo C). O efeito terapêutico de Abrifit nas doenças das vias áreas deve-se ao glicosídeo saponina, presente no extrato seco, que possui dupla ação: mucolítica e broncodilatadora.
Ambas as ações aumentam a expectoração, eliminando as secreções que obstruem as vias aéreas.
O efeito mucolítico do extrato deve-se essencialmente à natureza da saponina dos hederaglicosídeos, embora os efeitos parassimpaticolíticos de certos glicosídeos sejam considerados a base das propriedades broncodilatadoras sobre os brônquios inflamados.
Pacientes com histórico de hipersensibilidade e alergia a plantas da família Araliaceae ou qualquer outro componente da fórmula não devem fazer uso do produto.
Este medicamento é contraindicado para uso por pacientes com intolerância à frutose, pois o sorbitol da formulação transforma-se em frutose no organismo.

Em caso de hipersensibilidade ao produto, recomenda-se descontinuar o uso e consultar o médico. Este medicamento deve ser administrado com cautela em pacientes com queimação de estômago (ou úlcera gástrica e gastrite).
Em casos de mal estar persistente ou aparecimento de insuficiência respiratória, febre ou expectoração purulenta, o médico deverá ser consultado.
Este medicamento não deve ser utilizado em crianças menores de 2 anos de idade.
Gravidez e Lactação:
Categoria de risco na gravidez C: Não há dados disponíveis sobre o uso de extratos de H. helix em animais e nem em mulheres grávidas ou lactantes.
Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas ou amamentando, sem orientação médica ou do cirurgião dentista.
Pacientes Idosos (acima de 65 anos de idade):
Ainda que os estudos não tenham demonstrado alteração nos pacientes idosos, é sempre recomendável um acompanhamento rigoroso a estes pacientes.
Efeitos na habilidade de dirigir e operar máquinas.
Apesar de não terem sido realizados estudos específicos sobre os efeitos do produto na capacidade de dirigir e operar máquinas, não foi observado, nos estudos conduzidos por Hedera helix L., qualquer alteração que conduza a alguma restrição nos pacientes que tenham atividades relacionadas a dirigir e/ou operar máquinas.
Interações podem ocorrer entre medicamentos e plantas medicinais e mesmo entre duas plantas medicinais quando administradas ao mesmo tempo.
Não são conhecidos efeitos adversos quando o paciente usa simultaneamente Hedera helix L. com outros medicamentos.
Interações com alimentos e testes laboratoriais
Não são conhecidas interações com alimentos e testes laboratoriais.
Informe ao seu médico ou cirurgião-dentista se você está fazendo uso de algum outro medicamento.
Não use medicamento sem o conhecimento do seu médico. Pode ser perigoso para a sua saúde.
Abrifit deve ser mantido em temperatura ambiente (15ºC e 30ºC) e protegido da umidade.
Este medicamento tem validade de 24 meses a partir da sua data de fabricação.
Número de lote e datas de fabricação e validade: vide embalagem.
Não use medicamento com o prazo de validade vencido. Guarde-o em sua embalagem original.
Características físicas e organolépticas:
Abrifit apresenta-se na forma de solução límpida com coloração caramelo e odor de cereja.
Antes de usar, observe o aspecto do medicamento.

TODO MEDICAMENTO DEVE SER MANTIDO FORA DO ALCANCE DAS CRIANÇAS.

- Crianças (de 2 até 4 anos): 2,5mL três vezes ao dia;
- Crianças (de 4 até 12 anos): 5mL três vezes ao dia;
- Adultos: 7,5mL três vezes ao dia.
A ampla margem terapêutica de Abrifit (Hedera helix L.) permite modificar as doses recomendadas, segundo critério médico. A duração do tratamento depende da gravidade do quadro clínico. Este medicamento deve ser utilizado por um prazo máximo de 7 a 10 dias ou de acordo com a orientação médica.
Os eventos adversos de Abrifit (Hedera helix L.) são apresentados a seguir em ordem de frequência decrescente:
Reação Comum (ocorre entre 1% e 10% dos pacientes que utilizam este medicamento): desordens gastrointestinais
Reação Incomum (ocorre entre 0,1% e 1% dos pacientes que utilizam este medicamento): diarreia (provavelmente devido à presença de sorbitol na formulação), dor abdominal, dor na região do estômago, náuseas e vômitos, alergia na pele e outras reações alérgicas.
Reação Rara (ocorre entre 0,01% e 0,1% dos pacientes que utilizam este medicamento): boca seca e sede, perda de apetite, eructação (arrotar), aftas, ansiedade, tremor, dor de cabeça, tontura, palpitação, sudorese.
Em caso de eventos adversos, notifique ao Sistema de Notificações em Vigilância Sanitária – NOTIVISA, disponível em www.anvisa.gov.br/hotsite/notivisa/index.htm, ou para a Vigilância Sanitária Estadual ou Municipal.
Caso o paciente apresente sintomas com: náuseas, vômitos e diarreia, que podem ser devido a ingestão de quantidades muito altas (mais que 3 vezes da dose diária recomendada) ou se o paciente ingerir uma dose muito grande deste medicamento acidentalmente, deve procurar um médico ou um centro de intoxicação imediatamente. O apoio médico imediato é fundamental para adultos e crianças, mesmo se os sinais e sintomas de intoxicação não estiverem presentes.
Em caso de intoxicação ligue para 0800 722 6001, se você precisar de mais orientações.

Informações do medicamento extraídas manualmente da ANVISA

Cadastre-se e receba nossas novidades por e-mail